Quinta-feira, 15 de Maio de 2008

Época Clássica

          Atribui-se a designação de época clássica a este período literário pois tem como referências estéticas e culturais a cultura clássica greco-romana e adopta as formas e géneros do Renascimento italiano. Nestes cerca de 3 séculos incluem-se vários movimentos estéticos: o classicismo, o maneirismo, o barroco e o neoclassicismo.

Durante o período do Renascimento assistiu-se a uma série de importantes progressos técnicos e científicos. O homem tornava-se centro de interesses cada vez mais alargados, pelo que se procuravam na cultura antiga respostas às novas questões surgidas.     Por isso se atribui a designação de Renascimento a este movimento pois, para este novo espírito, a Idade Média surgia como um período de trevas e de esquecimento dos grandes valores do classicismo greco-latino.

          Em 1445-1463 o mundo católico foi abalado pelo Concílio de Trento, que consumou a separação das duas igrejas, católica e protestante. Com a Contra – Reforma, instaurou-se em Portugal a Inquisição, em 1536, órgão cujas funções eram punir os crimes contra a fé cristã e censurar todas as obras editadas.

          Ao longo do séc. XVI o sentimento de optimismo e de confiança nas capacidades humanas foi seriamente abalado. Gerou-se um clima de instabilidade e pessimismo, que se reflectiu numa ruptura com os cânones estéticos do Classicismo, ruptura que caracteriza o Maneirismo.

         O Barroco está ligado ao desenvolvimento das cortes absolutistas europeias. A arte barroca é reflexo da grandiosidade da vida da corte.

         Os ideais de tolerância, de liberdade chegavam a um público cada vez mais alargado: existia uma exigência de racionalismo que se estendia também às artes. A subida ao poder do marquês de Pombal proporcionou sérias transformações: travou o poder da Inquisição e expulsou os jesuítas que dominavam o ensino.

         Este período marca a passagem do escritor de um regime de mecenato (dependente da coroa, de um senhor nobre) para o do seu estabelecimento autónomo, para a profissionalização do ofício de escritor.

          A literatura neoclássica – de recuperação de certos valores do classicismo – representa uma evolução no sentido do aburguesamento da literatura.

publicado por Mary às 14:30
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Época Medieval

. Poesia trovadoresca

. Historiografia

. Época Clássica

. Poesia épica

. Teatro

. Prosa religiosa barroca

. Época Romântica

. O romance histórico

. A prosa realista e a Gera...

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds